UMA NOVA VIDA


“...A água que eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna.” João 4.14b

Não sabemos o seu nome, sua idade e nem quem foram seus pais, mas sempre que sua história é contada pelos pregadores ao longo dos últimos dois mil anos, o referencial étnico é o elemento de identificação. Ela ficou conhecida como a mulher samaritana. Judeus e samaritanos viviam em contínua rivalidade, por diversas razões, sendo a mais importante a questão religiosa.

De forma deliberada, o Senhor Jesus Cristo resolveu adentrar ao território samaritano e aproximar-se de uma cidade em particular. Cansado, em virtude do longo trajeto já percorrido, estrategicamente assentou-se junto a um poço, enquanto “seus discípulos tinham ido à cidade para comprar alimentos”. Próximo ao meio-dia uma mulher trazendo consigo seu cântaro aproximou-se do local onde Jesus descansava.

Ignorando todas as barreiras existentes entre judeus e samaritanos, o Senhor Jesus iniciou uma conversa com a mulher (Jo 4.7-9). De forma sábia fez com que ela percebesse sua real situação de escravidão ao pecado (Jo 4.10-18) e lhe ofereceu todas as condições para uma mudança radical em seu modo de vida (Jo 4.19-30). Não importa quão desértico e árido esteja seu viver, o Filho de Deus é poderoso para trazer vida, beleza, alegria e restauração, proporcionando, assim, um novo recomeço.

Rev. Jailto Lima do Nascimento