MANUAL UNIFICADO


ÍNDICE
  »  Apresentação
»  Sociedades Internas Locais
»  Das Federações
»  Das Confederações Sinodais
»  Das Confederações Nacionais
»  Regimento Interno para Congressos
»  Regras Parlamentares
»  Livros e Atas
»  Tesouraria


APRESENTAÇÃO

De algum tempo para cá vem amadurecendo na mente dos líderes presbiterianos, espalhados por todo o Brasil, a consciência do fato de que o possuirmos um manual para cada sociedade interna de nossa igreja constitui-se em três problemas para a comunidade.

Em primeiro lugar, nenhum dos nossos filhos seguia, desde a infância até à idade adulta, um mesmo sistema de funcionamento para cada uma das sociedades pelas quais passava.

Em segundo lugar, pastores, conselheiros e diretores tinham que trabalhar com manuais diferentes em cada reunião de sociedade que freqüentavam e, algumas vezes, tristemente, aplicavam leis que não eram adequadas àquele grupo.

Em terceiro lugar, ainda tínhamos as diferenças entre a Constituição da Igreja Presbiteriana do Brasil e os nossos manuais, em muitos dos seus pontos.

Assim sendo, muitos presbitérios oficiaram sobre o assunto ao Supremo Concílio, até que, numa reunião da Comissão Executiva, foi nomeada uma Comissão composta do Pb. Dr. Paulo Breda Filho e dos Secretários Gerais daquela época, Rvs. George Alberto Canelhas (UMP), Uilson Rangel do Nascimento (UPH), Pb. Osiel Quaresma (UPA) e as Sras. Josélia Cunha Carvalho (SAF) e Angelina Guimarães (UCP), com a função única e básica de unificar os Manuais das Sociedades Internas da IPB.

Depois de discutir preliminarmente o assunto, criou-se uma sub-comissão formada pelo Rev. George e a Sra. Josélia para que apresentassem um anteprojeto que, depois de analisado pela Comissão, fosse entregue ao relator para ser redigido na melhor forma jurídica e baixado às Confederações a fim de receber críticas e sugestões.

A enfermidade súbita do Pb. Paulo Breda e o seu passamento retardaram este processo, até que a Comissão Executiva nomeasse o Rev. George como relator para terminar o trabalho iniciado.

Com a grande ajuda da Sra. Josélia, que, além de sua preciosa contribuição pessoal, espalhou cópias do anteprojeto para que as senhoras presbiterianas opinassem sobre ele, o que muitas fizeram de maneira notável, o mesmo foi apresentado aos atuais Secretários Gerais – os Rvs. Evandro Luiz da Silva (UMP), Anderson Sathler (UPA), Pb. Paulo Gonçalves Júnior (UPH) e Sras. Josélia Cunha Carvalho (SAF) e Angelina Guimarães (UCP) – que, depois de examiná-lo, discuti-lo e acordar sobre pequenos pontos polêmicos, o apresentaram à Comissão Executiva em sua reunião ordinária no mês de março de 1993, no Acampamento Cabuçu, pertencente ao Mackenzie, em São Paulo, onde foi aprovado com correções, basicamente de estilo e forma.

Queremos enfatizar que você não deve buscar muita novidade neste Manual, nenhuma mudança na estrutura das Sociedades e muito pouco progresso em outras áreas que não seja a unificação. Tal fato se deve tão somente ao fato de que a Comissão tinha que cumprir a tarefa para que foi nomeada apenas: unificar os Manuais das Sociedades Internas da IPB.

Ainda fizemos tudo que estava ao nosso alcance para aproximarmos o funcionamento de nossas Sociedades do sistema presbiteriano definido em nossa Constituição, e só não fomos mais longe naquilo que nos era totalmente impossível.

O Capítulo VI, referente à Sociedade Local, foi, sem dúvida, o mais difícil de unificar, e cada Confederação Nacional e/ou Secretaria Geral deve orientar as Sociedades Locais, Federações e Confederações Sinodais sobre sua forma particular de estrutura e funcionamento, usando do referido capítulo apenas aquilo que for conveniente e próprio.

Finalmente, falhas existirão com certeza, e também, quem sabe, inadequações. Esperamos que, no uso deste Manual, todos nós possamos aperfeiçoá-lo, armazenando críticas e sugestões com o fim de revisá-lo e melhorá-lo dentro de poucos anos.

Cremos, entretanto, que ele será uma grande bênção para todos aqueles que querem servir ao Senhor Jesus dentro da Igreja Presbiteriana do Brasil, e, agradecidos pelo grande privilégio que o Mestre nos deu de participarmos deste empreendimento, entregamo-lo à amada IPB em nome do Supremo Concílio, rogando que o Senhor da Seara use este trabalho, fruto de quatro anos de estudos e esforços, para a Sua Glória.




Rev. George Alberto Canelhas
Relator da Comissão de Unificação dos Manuais




-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Para obter o manual na íntegra clique em qualquer um dos links abaixo, porém o que está no formato pdf necessita do programa Adobe Reader para abri-lo, sendo que o arquivo será aberto diretamente na janela do Internet Explore, demorando um pouco para carregar todo o arquivo. Já o que está no formato zip necessita do programa WinZip para descompactá-lo, sendo que o arquivo primeiro deve ser salvo no computador, depois descompactado e aberto. Abra o que achar melhor.



-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------