UMA VIVA ESPERANÇA


“Eu creio que verei a bondade do Senhor na terra dos viventes” Salmo 27.13

Davi olha para frente com os óculos da esperança. Não uma esperança vaga e difusa, mas uma esperança viva e inabalável. Isso porque Deus mesmo é o objeto de sua esperança. Como Davi espera? Pela fé! E o que é fé? É a certeza de coisas e a convicção de fatos. Não é fé na fé, mas fé em Deus e em suas promessas. Mesmo cercado por tantos adversários, sofrendo tantos ataques traiçoeiros e sendo golpeado pela injustiça dos homens, Davi sabe que o futuro não está carimbado pelo infortúnio. Ele crê que verá a bondade do Senhor. Deus é bom e sua bondade pode ser vista em toda a terra, nas obras da criação e da providência.

   A bondade de Deus é percebida, sobretudo, na obra da redenção. Estávamos mortos e recebemos vida. Estávamos perdidos e fomos achados. Estávamos cegos e fomos transportados para o reino da luz. Vivíamos escravos do mundo, da carne e do diabo e fomos libertos para a liberdade dos filhos de Deus.

   A esperança segura de Davi era ver a bondade do Senhor na terra dos viventes. Essa bondade de Deus não estava destinada apenas para a eternidade, mas já também no tempo; não uma bondade apenas para ser desfrutada no céu, mas para ser usufruída já na terra. Você tem essa mesma esperança? Seus olhos estão abertos para contemplar a bondade de Deus?